15 de nov de 2014

Ser Bom Aluno - Bora Lá?
 
O livro O Método Ser Bom Aluno - ‘Bora Lá? foi apresentado pelo seu autor, Jorge Rio Cardoso
aqui uma breve sinopse da obra cujo autor esteve presente no Auditório da ESSA no dia 14 de novembro.
Uma reportagem realizada pela RTP faz um  resumo circunstanciado dos passos fundamentais a seguir para se ser um bom aluno.
E, boa notícia, não é preciso abdicar da vida social. Pelo contrário, o autor recomenda que se continue a fazer aquilo de que se gosta: praticar desporto, dançar, sair com os amigos, namorar...


Um comentário:

Carla Morgado disse...

Já li este livro e é muito interessante. Aconselho. O que aconselho também, principalmente a pais e professores é o novo de Eduardo Sá "Hoje não vou à Escola!". E quero deixar aqui uma nota aos professores responsáveis pela organização dos horários desta escola, para se darem ao trabalho de lerem a entrevista, de Eduardo Sá, que podem encontrar no observador.pt, e terem especial atenção à resposta da pergunta "O que seria, então, uma escola ideal?" e pensarem bem no que andam a fazer, se não desde sempre, pelo menos nos últimos anos, com as turmas designadas pelas últimas letras, as turmas D, E e F que têm sempre o horário da tarde (total ou maioritário)!
Caso não se queiram dar ao trabalho de ler a entrevista toda, transcrevo aqui a resposta do psicólogo:
«Não é preciso ser uma escola ideal. Uma escola onde as crianças tivessem, sobretudo, aulas de manhã, seria uma boa escola (somos animais com ritmos biológicos muito precisos e aprendemos em função deles; somos mais inteligentes de manhã do que a seguir à hora de almoço). Uma escola que tivesse, inevitavelmente, recreios maiores e onde a parte da tarde fosse preenchida com atividades que ajudem as crianças a serem expressivas, como educação física ou expressão dramática. Se as crianças não forem expressivas, não sabem pensar. É muito bom que as pessoas tenham noção disso, que vivemos num mundo estranho onde o número é mais credível do que a palavra; a nossa saúde mental depende do bom uso que fazemos da palavra.»
Estará na hora de olhar para todos os miúdos e vê-los todos iguais nas sua diferenças? Estará na altura de acabar com os rótulos de "más turmas/maus alunos" e com as discriminações? Estará na hora de verem qual o vosso papel na criação dessas turmas que designam de "más turmas"?
Sempre quero ver se este comentário vai ser aprovado, ou se a censura vai funcionar, porque não interessa chamar-se a atenção para este assunto...
Carla